40 dias de jejum e oração a favor das famílias

Devocional Dia 30

Tema: A Família Inabalável

 

O Compromisso

 

Mateus 5.33-37:

  1. Vocês também ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não jure falsamente, mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor’.
    34. Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelo céu, porque é o trono de Deus;
    35. nem pela terra, porque é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei.
    36. E não jure pela sua cabeça, pois você não pode tornar branco ou preto nem um fio de cabelo.
    37. Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno”.

 

O que mantém um casamento é o compromisso diante de Deus, da igreja e das testemunhas. O amor é fundamental no relacionamento conjugal. Porém os cônjuges assumem um compromisso que deve ser mantido até o final da vida, independentemente de situações que possam ocorrer.

O texto citado é parte do famoso “Sermão do Monte”, onde o Senhor Jesus ensina as verdades básicas do cristianismo, e afirma que não devemos jurar de forma alguma.

Quem jura está abrindo a possibilidade de romper o compromisso, baseando o seu compromisso em algo ou alguém. Mas o cristão não precisa jurar por nada, pois sua palavra é sim, sim e não, não.

Hoje em dia, o povo tem mentido tanto e faltado com a sua palavra, que a desconfiança já é generalizada na sociedade.

Com que facilidade as pessoas fazem o compromisso público, diante das autoridades civis, eclesiásticas, e diante das testemunhas; passado algum tempo, quebram o compromisso e se separam.

Na cerimônia civil, o juiz pergunta ao noivo e depois à noiva: É de sua livre e espontânea vontade receber a noiva como sua legítima esposa? Após o “sim” o juiz declara: “Diante de vossa manifestação de vontade, de vos receberdes em matrimônio, eu, como magistrado civil, em nome da Lei vos declaro casados.”

Na cerimônia religiosa, normalmente o clérigo ajuda os noivos a firmarem solenemente um compromisso como este: “Diante de Deus, da igreja e destas testemunhas, Eu (fulano de tal), te recebo, como minha esposa (marido) e te prometo ser fiel, amar, cuidar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na fartura e na escassez, por todos os dias da nossa vida, até que a morte nos separe”.

Propositadamente grifei as palavras “te prometo” e “ate que a morte nos separe”, exatamente porque os dois estão assumindo um compromisso público. Inclusive a lei diz que a cerimônia civil deve ser com as portas abertas, acessível a todas as pessoas, para que a sociedade saiba desse compromisso.

De acordo com o compromisso feito, somente a morte poderá separar um casal.

Ouvi a história de um homem que procurou seu pastor para comunicar sua decisão de divorciar-se de sua esposa. O pastor fez todos os esforços para ajudá-lo a mudar de decisão e manter o seu casamento, mas sem sucesso. O homem realmente estava decidido, então o pastor disse, vamos orar e começou assim: “Senhor Deus, eu estava presente quando este homem assumiu o compromisso de fidelidade ao seu cônjuge até que a morte os separe. Como ele quer a separação, eu peço que o Senhor o leve e que ele morra hoje mesmo para poder separar-se de sua esposa”. O homem ficou atônito e disse:

“Pastor, que oração é essa?” O pastor disse que estava simplesmente ajudando-o a ser fiel ao compromisso assumido: até que a morte nos separe.

Muitos estão encarando o casamento com leviandade, sem entender que a família é a célula básica da sociedade, e que Deus nunca planejou o divórcio, mas a fidelidade por toda a vida.

Marido e mulher, cumpram a sua palavra e mantenham o seu compromisso até que a morte os separe.

Ore por você:

  1. Para que você assuma o compromisso de amar o seu cônjuge com um amor perseverante, santificador, afetuoso e sacrificial.
  2. Para que você decida amar todos os dias, independentemente das circunstâncias.
  3. Ore por sua Família.
  4. Acrescente aqui seus pedidos pessoais…

Ore pela Igreja:

  1. Ore pela Igreja Batista Independente de Passo Fundo.
  2. Que o compromisso de amor de cada casal tenha Cristo no centro, formando um cordão de três dobras.
  3. Ore pelos pastores e Igrejas no estado de Santa Catarina.

 

Versículo para memorizar:

Assim, já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém os separe”. (Mateus 19.6).

IGREJA BATISTA INDEPENDENTE

Passo Fundo – RS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s