A MORTE NÃO TEM MÃOS

1Coríntios 15. 19 a 22, 25, 26, 42 a 44, 53 a 57:

15.19   Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.

15.20   Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.

15.21   Visto que a morte veio por um homem, também por um homem (Jesus), veio a ressurreição dos mortos.

15.22   Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.

15.25   Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos seus pés.

15.26   O último inimigo a ser destruído é a morte.

15.42   Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória.

15.43   Semeia-se em fraqueza, ressuscita em poder.

15.44   Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.

15.53   Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade.

15.54   E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória.

15.55   Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?

15.56   O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.

15.57   Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.

Um cristão que vivia na África perdeu sua filha de sete anos.

Um profundo luto tomou conta da família. Mas eles encontravam força e motivação na esperança da vida eterna anunciada por Jesus Cristo.

Sobre a sepultura da menina o pai colocou uma pequena cruz de madeira e escreveu as seguintes palavras: “A morte não tem mãos”.

Quando alguém perguntava ao pai da menina o que significavam essas palavras, ele respondia:

“Eu sei que a morte não pode segurar pra sempre a vida da minha filha, pois a morte não tem mãos. Creio que um dia a encontrarei junto a Jesus Cristo”.

Esse pai tinha convicção que Jesus Cristo venceu a morte.

Amanhã (dia 02 de Novembro), é um dia de lembranças. Lembranças boas ou ruins, alegres ou tristes, mas um dia em que nos lembramos das pessoas amadas e queridas que já partiram.

Tenho certeza que nesse momento Deus quer nos trazer conforto e paz, afinal Ele também já passou por isso.

Deus permitiu que seu filho morresse pelos nossos pecados, mas manifestou seu poder ao ressuscitar a Jesus Cristo dentre os mortos.

Jesus Cristo está vivo. Ele venceu a morte, para nos dar a esperança da Vida Eterna.

Para fortalecer o seu coração, permita-me citar as palavras do nosso Salvador Jesus Cristo, que diz:

“Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto viverá” (João 11. 25).

Acredite, a morte não tem mãos, ela ainda não venceu.

Jesus Cristo é o autor da vida. Ele tem a última palavra!

Apocalipse: 1. 17 e 18:

1.17   Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas; Eu sou o primeiro e o último,

1.18   Aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno.

Porque Ele viver, posso crer no amanhã

Porque Ele vive, temor não há,

Mas eu bem sei, eu sei, que a minha vida,

Está nas mãos de meu Jesus que Vivo está!

(Pr. David)

 

IGREJA BATISTA INDPENDENTE

Passo Fundo – RS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s