VIVENDO PARA AGRADAR A DEUS

Efésios 6. 5 a 10:

6.5   Quanto a vós servos (empregados), obedecei a vosso senhor segundo a carne com temor e tremor, na sinceridade do vosso coração, como servindo a Cristo,

6.6   Não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus;

6.7   Servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens,

6.8   Certos de que cada um, se fizer alguma coisa boa, receberá isso outra vez do Senhor, quer seja servo, quer livre. (servo ou livre – empregado ou patrão).

6.9   E vós, senhores (empregadores), de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus e que para com ele não há acepção de pessoas.

6.10   Quanto ao mais, sejam fortalecidos no Senhor e na força do seu poder.

Certo discípulo procurou seu mestre perguntando sobre como deveria agir para agradar a Deus. Seu mestre lhe deu a seguinte orientação:

– Vá até ao cemitério e insulte aos mortos. O moço foi, ao chegar ao cemitério gritou, xingou bastante, falou mal, criticou, falou palavras agressivas, depois voltou para relatar ao mestre que lhe perguntou: E ai? Eles responderam alguma coisa? Não. Nem reagiram.

– Então vá novamente ao cemitério e agora elogie os mortos. O moço foi. Elogiou, falou palavras agradáveis, disse coisas bonitas, e voltou. Então seu mestre quis saber: E ai? Qual foi a reação deles? Nenhuma. Não disseram nada, nem reagiram.

Então, se você quiser agradar ao Senhor comporte-se da mesma maneira – igual aos mortos.

“Não conte nem com o desprezo dos homens, nem com seus elogios e louvores”.

Pois assim você poderá traçar seu caminho, preocupado com a avaliação de Deus e não dos homens. Preocupado somente em agradar a Deus e viver para Ele.

Essa história refere-se a uma grande verdade. Muitas vezes ficamos preocupados com o que os outros pensam de nós, que podemos nos esquecer do mais importante: agradar a Deus.

Muitos deixam de fazer alguma coisa por causa das críticas que receberam, ficam desanimados porque alguém não gostou do seu trabalho. Se sentem desvalorizados, e deixam de usar os dons que o Senhor lhes deu, por causa da opinião dos outros.

Por outro lado, quando somos elogiados corremos o risco de nos sentirmos superiores aos outros, passando a agir pelo prazer do reconhecimento.

Portanto, se estivermos mais preocupados em agradar as pessoas do que a Deus, vamos ter que conviver com o sentimento de derrota ou com o orgulho.

Mas em tudo o que fizermos seja em nosso trabalho, seja na igreja, na escola, em casa ou na comunidade, nosso propósito deve ser buscar a aprovação de Deus e não dos homens. Tudo o que fizermos deve ser de coração, como se fosse para Jesus.

Então procure agradar a Deus com a sua vida. Um sentimento de paz o acompanhará, e as pessoas verão suas atitudes e glorificarão a Deus por sua vida.

E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai! (Colossenses 3. 17).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s