Sinal de Alerta (1 Timóteo 6.8-19)

1tm6

Introdução: como filhos de Deus, cristãos, devemos sempre estar atentos contra as armadilhas e ciladas do nosso adversário: Devemos estar alertas, vigilantes, espertos, pois a qualquer momento alguma cilada ou arapuca pode vir tentar nos surpreender. Para isso, precisamos observar algumas coisas:

1-Gratidão – Estejamos contentes

“Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes”.

Temos a tendência de reclamar das coisas, da comida que nos alimenta, das roupas que vestimos, das tarefas do dia a dia que temos que executar. Nos chateamos com facilidade, e por coisas pequenas e muitas vezes, insignificantes. Por isso devemos praticar a gratidão, e louvar e exaltar a Deus pelo cuidado, proteção e auxílio que Ele nos proporciona no dia a dia.

2-Pecado – Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males

“Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”.

O dinheiro é importante e necessário para nossas vidas, mas não podemos fazer dele uma idolatria, e ter um desejo desenfreado de querer ficar rico. Muitos tentam jogos de loteria, jogo de cartas com apostas altas, apostas em corridas de cavalo, jogo do bicho, dentre outros. Estes vícios de jogatina, seja lá qual for o tipo, é pecado, e aprisiona a pessoa.

Também devemos ter cuidado com ofertas de ficar rico do dia para noite sem trabalhar, pois o que vemos na bíblia é que do suor do nosso rosto é que obteríamos o nosso sustento.

3-Fugir da aparência do mal – Foge destas cousas

“Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão”.

Devemos fugir de toda e qualquer aparência do mal. Se algo que viermos a fazer possa escandalizar as pessoas, possa gerar um mal estar, devemos evitar. É lógico que devemos viver para agradar a Deus e não a homens, e também não devemos viver de aparência apenas, mas existem situações diversas que devemos evitar, para mantermos uma boa imagem diante de todos.

Mas principalmente para não cairmos em ciladas e armadilhas do inimigo. Pois jamais devemos confiar em nossa carne, e nosso braço, ou em nosso coração. Devemos confiar sim é em Deus, e evitar situações de risco. Devemos fugir do pecado. Evitar o pecado.

4-Lutar – Combate o bom combate da fé

“Combate o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas”.

Precisamos lutar contra os pensamentos errôneos e contrários a vontade de Deus para nossas vidas, pensamentos que nos tornam sujos, podres e nojentos. Combater esses pensamentos é uma tarefa árdua, que somente o Senhor Jesus conseguiu viver uma vida inteira sem ter nenhum pensamento mal sequer.

Filipenses 4.8 “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento”.

Pensamentos que fazem muitas vezes sentirmos ódio, raiva, rancor das pessoas.

Daí, precisamos lutar exercitando o perdão, que é o centro da fé cristã, pois Jesus morreu em nosso lugar naquela cruz para nos trazer o perdão de nossos pecados.

5-Pureza=santidade – Que habita em luz inacessível

“O único que possui imortalidade, que habita em luz inacessível, a quem homem algum jamais viu, nem é capaz de ver. A ele honra e poder eterno”.

Não podemos nos conformar com a nossa condição atual. Sempre teremos degraus a subir na escada da pureza da nossa alma. Podemos sim melhorar, deixar de fazer algo que nos leva a pecar contra o nosso Deus. E o Espírito Santo nos mostra aonde devemos melhorar, o que devemos fazer ou deixar de fazer para ficarmos mais limpos, puros e santificados.

Não com o objetivo de nos acharmos mais santos que os outros, pelo contrário, quanto mais próximos de Deus, mais entendemos que somos realmente pecadores.

6-Presente=bênçãos=dádivas – Tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento

(Aprazimento=satisfação)

“Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento;”

O desejo de Deus é vernos felizes, realizados, satisfeitos, com uma vida espiritual próspera.

Para isso, o Senhor tem muito a nos oferecer, e basta a nós querer receber, aceitar o que de melhor o nosso Pai tem preparado para aqueles que o amam.

7-Raíz=alicerce – Sólido fundamento para o futuro

“que acumulem para si mesmos tesouros, sólido fundamento para o futuro, a fim de se apoderarem da verdadeira vida”.

No céu é que faz realmente sentido acumular riquezas, pois lá a inflação, a ferrugem, a corrosão, a desvalorização da moeda, as intempéries do tempo, nada disso pode atingir o nosso tesouro celestial.

Conclusão: estas são algumas orientações e diretrizes que o apóstolo Paulo escreveu ao seu filho na fé e discípulo Timóteo, um jovem com muitos conflitos, para que ele ficasse firme no propósitos de Deus para a sua vida. Da mesma forma Deus tem sonhos, projetos e propósitos para cada um de nós, e por isso precisamos estar atentos e de olhos bem abertos para não nos desviarmos daquilo que é o melhor de Deus para cada um de nós.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s