Estudo sobre Finanças – Ministério de Casais – Igreja Batista Independente de Passo Fundo – RS

Introdução

 

Existem os dois tipos de valores que guiam e regem a vida do homem, que são:

1-Os valores do homem natural e do homem espiritual, conforme 1 Coríntios 2.14-16 “Ora, o homem natural não aceita as cousas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las porque elas se discernem espiritualmente. Porem o homem espiritual julga todas as cousas, mas ele mesmo não é julgado por ninguém. Pois, quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porem, temos a mente de Cristo”.

2-O homem de Deus deve ter um sistema adequado de valores, conforme Colossenses 3.1-4 “Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as cousas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas cousas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então vós também sereis manifestados com ele, em glória”.

Os fatos sobre o dinheiro

 

1-O que é dinheiro? A bíblia não define. É um meio de transação. É neutro. Tudo depende do uso que se faz dele, conforme 1 Timóteo 6.10 “Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé, e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”.

2-De quem é o dinheiro?

Como podemos ver e observar segundo a bíblia, tudo pertence a Deus, Ele é o dono de todas as coisas, e sendo assim, somos meros mordomos, de tudo o que passa por nossas mãos. Se temos uma roupa, devemos cuidar dela, pois ela foi nos dada por Deus, mesmo que tenhamos comprado esta roupa na loja, pois devemos zelar por todos os pertences que Deus nos der, dos menores aos maiores. Seja um carro ou uma bicicleta.

Ageu 2:8 “Minha é a prata, meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos”.

Salmo 24.1 “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam”.

Salmo 50.10-12 “Pois são meus todos os animais do bosque, e as alimárias aos milhares sobre as montanhas. Conheço todas as aves dos montes, e são meus todos os animais que pululam no campo. Se eu tivesse fome não to diria, pois o mundo é meu, e quanto nele se contém”.

O plano de Deus para o dinheiro

1-Suprir as nossas necessidades

 

Salmo 34.8-10 “Oh! Provai, e vede que o Senhor é bom, bem aventurado o homem que nele se refugia. Temei o Senhor, vós os seus santos, pois nada falta aos que o temem. Os leõezinhos sofrem necessidade e passam fome, porem aos que buscam o Senhor bem nenhum lhes faltará”.

Malaquias 3.10 “Trazei todos os dízimos a casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós benção sem medida”.

Mateus 6.31-33 “Portanto não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas cousas; pois vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça, e todas estas cousas vos serão acrescentadas”.

2 Coríntios 9.10-15 “Ora, aquele que da semente ao que semeia, e pão para alimento, também suprira e aumentara a vossa sementeira, e multiplicara os frutos da vossa justiça; enriquecendo-vos em tudo para toda a generosidade, a qual faz que por nosso intermédio sejam tributadas graças a Deus. Porque o serviço desta assistência não só supre a necessidade dos santos, mas também redunda em muitas graças a Deus, visto como, na prova desta ministração, glorificam a Deus pela obediência da vossa confissão quanto ao evangelho de Cristo, e pela liberalidade com que contribuis para eles e para todos, enquanto oram eles a vosso favor, com grande afeto, em virtude da superabundante graça de Deus que há em vós. Graças a Deus pelo seu dom inefável”.

Filipenses 4.19 “E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades”.

1 Timóteo 6.8 “ tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes”.

2-Providenciar para pagarmos nossas contas pontualmente

 

Conforme Provérbios 3.27-28 “Não te furtes a fazer o bem a quem de direito, estando na tua mão o poder de fazê-lo. Não digas ao teu próximo: Vai, e volta amanhã, então to darei, se o tens agora contigo”.

3-Abençoar outros por nosso intermédio

 

Romanos 12.13compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade”.

Efésios 4.28 “Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado”.

Salmo 37.21 “O ímpio pede emprestado e não paga; o justo, porém, se compadece e dá”.

4-Sustentar o ministério de Deus no mundo

 

1 Coríntios 16.2 “No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte, em casa, conforme a sua prosperidade, e vá juntando, para que se não façam coletas quando eu for”.

Romanos 15.24 “penso em fazê-lo quando em viagem para a Espanha, pois espero que de passagem estarei convosco e que para lá seja por vós encaminhado, depois de haver primeiro desfrutado um pouco a vossa companhia”.

Filipenses 4.15-16 “E sabeis também vós, ó filipenses, que no inicio do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja se associou comigo, no tocante a dar e receber, senão unicamente vós outros; porque até para Tessalônica mandastes não somente uma vez, mas duas, o bastante para as minhas necessidades”.

Princípios para se obter dinheiro, sair de dívidas e viver uma vida financeira equilibrada

1-Trabalhar e ganhar dinheiro honestamente

 

Provérbios 14.23 “Em todo o trabalho há proveito, meras palavras, porém, levam à penúria”.

Provérbios 10.4 “O que trabalha com mão remissa empobrece, mas a mão dos diligentes vem a enriquecer-se. (Remisso=tardo;negligente) (Diligente=cuidadoso;empenhado;rápido)

Provérbios 12.27 “O preguiçoso não assará a sua caça, mas o bem precioso do homem é ser ele diligente”.

Provérbios 6.6-11 “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, considera os seus caminhos, e sê sábio. Não tendo ela chefe, nem oficial, nem comandante, no estio prepara o seu pão, na sega ajunta o seu mantimento. Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco para dormir, um pouco para toscanejar, um pouco para encruzar os braços em repouso, assim sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade como um homem armado”.

2 Tessalonicenses 3.10-12 “Porque, quando ainda convosco, vos ordenamos isto: Se alguém não quer trabalhar, também não coma. Pois de fato, estamos informados de que entre vós há pessoas que andam desordenadamente, não trabalhando; antes se intrometem na vida alheia. A elas porém, determinamos e exortamos, no Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando tranquilamente, comam o seu próprio pão”.

1 Timóteo 5.8 “Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos de sua própria casa, tem negado a fé, e é pior do que o descrente”.

Efésios 4.28 “Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado”.

Provérbios 17.23 “O perverso aceita suborno secretamente, para perverter as veredas da justiça”.

2-Desenvolver uma atitude correta em relação ao dinheiro e bens materiais

a.Coloque as suas prioridades em ordem

            1-Deus em primeiro lugar – Mateus 6.33 “buscai, pois, em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”.

            2-As necessidades da família

            3-Conceituação bíblica de trabalho

                        Efésios 6.5-9 “Quanto a vós outros, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne com temor e tremor, na sinceridade do vosso coração, como a Cristo, não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; servindo de boa vontade, como ao Senhor, e não como a homens, certos de que cada um, se fizer alguma coisa boa, receberá isso outra vez do Senhor, quer seja servo, quer livre. E vós, senhores, de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus, e que para com ele não há acepção de pessoas”.

b.Não entre em dívidas

Romanos 13.8 “A ninguém fiqueis devendo cousa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros: pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei”.

Provérbios 22.7 “O rico domina sobre o pobre, e o que toma emprestado é servo do que empresta”.

2 Reis 4.1-7 “Certa mulher, das mulheres dos discípulos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que ele temia ao Senhor. É chegado o credor para levar os meus dois filhos para lhe serem escravos. Eliseu lhe perguntou: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa?. Ela respondeu: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. Então disse ele: Vai, pede emprestadas vasilhas a todos os teus vizinhos; vasilhas vazias, não poucas. Então entra, fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o teu azeite em todas aquelas vasilhas; põe a parte a que estiver cheia. Partiu pois dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as enchia. Cheias as vasilhas, disse ela a um dos filhos: Chega-me aqui mais uma vasilha. Mas ele respondeu: Não há mais vasilha nenhuma. E o azeite parou. Então foi ela e fez saber ao homem de Deus; ele disse: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto”.

Algumas coisas que provocam dívidas:

-comprar a crédito

-tomar dinheiro emprestado para comprar algo que desvaloriza facilmente: móveis, carros, roupas, férias, etc.

-cartões de crédito, cheques especiais

-entrar em competição com outras pessoas

-não zelar pelas coisas

-não economizar

-contar levianamente com a graça de Deus

-comprar coisas sob o impulso do momento

-não resistir aos vendedores e aos fortes apelos comerciais

-deixar de aconselhar-se com outros irmãos maduros Provérbios 11.14 “Não havendo sábia direção cai o povo, mas na multidão de conselheiros há segurança”.

c.Não coloque o seu coração no dinheiro ou em coisas materiais

Mateus 6.20-21 “mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam nem roubam, pois onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração”.

1 Timóteo 6.17-19 “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento, que pratiquem o bem, sejam ricos de boas obras, generosos em dar e prontos a repartir, que acumulem para si mesmos tesouros, sólido fundamento para o futuro, a fim de se apoderarem da verdadeira vida”.

Provérbios 30.7-9 “Duas coisas te peço; não mas negues, antes que eu morra: Afasta de mim a falsidade e a mentira; não me dês nem a pobreza nem a riqueza: dá-me o pão que me for necessário; para não suceder que, estando eu farto, te negue e diga: Quem é o Senhor? Ou que, empobrecido não venha a furtar, e profane o nome de Deus”.

Hebreus 13.5 “Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as cousas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei”. (avareza=amor exagerado pelo dinheiro)

1 Timóteo 6.17 “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento (contentamento)”.

d.Não seja avarento

Lucas 12.15 “Então lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui”.

Eclesiastes 5.10 “Quem ama o dinheiro, jamais dele se farta; e quem ama a abundancia nunca se farta da renda; também isto é vaidade”.

e.Seja fiel na entrega da porcentagem (10%, 11%, 12%, etc) que você determinou entregar ao Senhor

Gênesis 14.18-20 “Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; era sacerdote do Deus Altíssimo; abençoou ele a Abrão e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, que possui os céus e a terra; e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abrão o dízimo”.

f.Seja liberal nas ofertas

Lucas 6.38 “daí, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”.

Provérbios 11.24 “A quem dá liberalmente ainda se lhe acrescenta mais e mais, ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda”.

g.Seja sensível as necessidades dos outros

Lucas 3.11 “Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo”.

Romanos 12.13Compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade”.

Efésios 4.28 “Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado”.

Provérbios 14.21 “O que despreza ao seu vizinho peca, mas o que se compadece dos pobres é feliz”.

Provérbios 14.31 “O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece do necessitado”.

Provérbios 19.17 “Quem se compadece do pobre ao Senhor empresta, e este lhe paga o seu benefício”.

Advertência: 1 Tessalonicenses 3.8 “nem jamais comemos pão, de graça, à custa de outrem; pelo contrário, em labor e fadiga, de noite e de dia, trabalhamos, a fim de não sermos pesados a nenhum de vós”. 1 Tessalonicenses 3.10 “Porque, quando ainda convosco, vos ordenamos isto: Se alguém não quer trabalhar, também não coma”.

h.Tome cuidado com estas duas coisas

-Emprestar dinheiro

-Ficar por fiador

Provérbios 6.1-5 “Filho meu, se ficaste por fiador do teu companheiro, e se te empenhaste ao estranho, estás enredado com o que dizem os teus lábios, estás preso com as palavras da tua boca. Agora, pois, faze isto, filho meu, e livra-te, pois caíste nas mãos do teu companheiro; vai, prostra-te, e importuna o teu companheiro. Não dês sono aos teus olhos, nem repouso às tuas pálpebras. Livra-te como a gazela da mão do caçador, e como a ave da mão do passarinheiro”.

Provérbios 11.15 “Quem fica por fiador de outrem sofrerá males, mas o que foge de o ser estará seguro”.

Provérbios 17.18 “O homem falto de entendimento, compromete-se, ficando por fiador do seu próximo”.

Provérbios 22.26-27 “Não estejas entre os que se comprometem e ficam por fiadores de dívidas, pois se não tens com que pagar, por que arriscas perder a cama de debaixo de ti?”.

i.Tenha sempre um coração grato a Deus e esteja alerta à Sua ação nesta área

Filipenses 2.14 “Fazei tudo sem murmurações nem contendas;”

1 Tessalonicenses 5.18 “Em tudo daí graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.

1 Coríntios 10.31 “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra cousa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus”.

3-Planejar

Provérbios 16.9 “O coração do homem traça o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos.

-Faça uma análise da sua situação financeira – Provérbios 27.23 “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas, e cuida dos teus rebanhos”.

-Fale com sua esposa (esposo) sobre seus propósitos e alvos nesta área – Amós 3.3 “Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?”.

-Anote as despesas

-Faça um orçamento em ordem de prioridade

-Coloque seu propósito diante do Senhor – Salmo 37.4 “Agrada-te do Senhor, e ele satisfará aos desejos do teu coração”.

4-Economizar

-Aprenda a viver dentro do orçamento – Filipenses 4.11-13 “Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado, como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias já tenho experiência, tanto de fartura, como de fome; assim de abundância, como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece”.

-Pare com os gastos desnecessários – Provérbios 21.20 “Tesouro desejável e azeite há na casa do sábio, mas o homem insensato os desperdiça”.

5-Investir

Mateus 25.14-30 – A parábola dos talentos

Lucas 19.11-26 – A parábola das dez minas

Provérbios 31.16 “Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com as rendas do seu trabalho”.

Conclusão

            Qual é a sua situação financeira agora?

            Quais são os seus propósitos ou alvos?

            O que você vai fazer para começar a praticar esses princípios ou para continuar a praticá-los?

            Pense em coisas específicas que devem ser feitas.

“Quando estamos livres de pressão financeira podemos administrar o dinheiro da maneira de Deus”.

“Daí, e dar-se-vo-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. Lucas 6.38.

*link para baixar o estudo:

http://www.4shared.com/office/KkDXSSYI/Estudo_sobre_Finanas.html

Anúncios

Um comentário sobre “Estudo sobre Finanças – Ministério de Casais – Igreja Batista Independente de Passo Fundo – RS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s