CORVOS MORDOMOS (1 Reis capítulo 17)

Introdução: Acabe não agrada a Deus em seu reinado sobre Israel. Deus manda Elias falar com ele e dizer que não iria mais chover por um tempo naquela região. Depois Deus manda o profeta se esconder junto à torrente de Querite. Lá corvos lhe trazem pão e carne duas vezes ao dia, e ele bebe a água da torrente. Quando a torrente seca, Deus dá uma missão ao profeta Elias, ir até Sarepta, socorrer uma viúva desesperada. Quando ele lá chega, a mulher esta apanhando lenha para fazer sua última refeição com seu filho, e esperar então a morte chegar, pois não havia mais alimentos em sua propriedade devido a seca, e a esperança desta viúva já havia morrido. Elias pede então a ela um pouco de água, e para ela fazer um pão pequeno para ele comer. Ela até se dispõe a lhe dar água, mas quanto ao pão, ela lhe fala que não tem nada pronto, e se queixa de ter apenas um pouco de farinha em uma panela e um bocado de azeite em uma botija, e lhe conta seu plano de fazer um bolo com estes ingredientes, comer junto com seu filho e depois esperar o pior. Mas o profeta manda ela ir fazer o pão, mas primeiro lhe trazer um pequeno, pois a farinha da panela dela nunca iria acabar nem o azeite da botija iria secar, até que retornasse a chover novamente. AGORA:

Que lições podemos extrair desta história?

1-Esconde-te junto à torrente de Querite (zona de conforto/comodismo) 1 Reis 17.3

            Elias estava seguro, sendo alimentado por corvos, bebendo da torrente, escondido e isolado, e como era um homem solitário, que gostava de estar só, orando e buscando à Deus, se encontrava nesta circunstância bem, tranqüilo, pois nada lhe faltava.

            Quando estamos numa posição confortável, tranqüila, sossegada, temos a tendência de nos acomodar, de relaxar, e de esfriar ou tirar o pé do acelerador, em relação a nossa fé, a nossa busca ao Senhor, a nossa disposição em estar servindo no reino de Deus.

            Ele bebia da torrente e comia carne e pão trazidos pelos corvos.

2-Dipõe-te

            Elias recebe uma missão, uma tarefa, um problema a ser resolvido.

            Muitas vezes isso acontece conosco, estamos relaxados, tranqüilos, e então recebemos algo do Senhor, uma missão a ser executada, uma tarefa a ser realizada, e precisamos nos dispor, dar um passo de fé, deixar Deus nos guiar e agir por fé.

            Precisamos ter disposição para realizarmos o que Deus deseja através das nossas vidas, pois Deus quer que sejamos um canal de bênçãos para os outros.

            Precisamos deixar de lado a preguiça, uma forte vilã nos impedindo de agir a favor do Reino de Deus. Precisamos deixar de lado medo, o receio de não sermos compreendidos.

            Elias precisou se dispor e ir até a casa da viúva, para levar a ela as boas novas da parte de Deus, a provisão de que ela tanto necessitava naquele momento.

3-Demora-te ali

            Deus diz a Elias para ele ir até esta viúva, sem presa alguma, com tempo e disposição. O Senhor diz ao profeta para ele se demorar ali, ficar um bom tempo e realizar tudo o que estava nos planos do Senhor para ser executado na vida desta viúva. A paciência neste caso foi planejada e ordenada por Deus com antecedência, e o Senhor instruiu o profeta para que ele fosse até a residência desta mulher com tempo e disposição de sobra para deixar Deus fazer tudo o que Ele necessitava fazer.

            Muitas vezes somos impacientes, e queremos as respostas imediatamente. Somos intolerantes em relação ao tempo, e nos esquecemos que o tempo não nos pertence, mas sim, pertence ao Senhor. Muitas coisas o Senhor deseja realizar em nossas vidas, mas para isso precisamos saber esperar, mas esperar em Deus, com Deus, para Deus.

4-Te sustente

            Deus é o nosso sustento.

            Deus nos sustenta.

            O emprego que temos, o salário que recebemos no final do mês, os trabalhos que aparecem para realizarmos, os contatos que nos procuram para que venham realizar algo que nos renda recursos para pagarmos nossas contas, tudo vem de Deus. Ele usa pessoas, circunstâncias, meios para que venhamos ser provados, e aprovados, e sejamos sustentados por Ele.

            Parece fora do comum, e esquisito, que em meio a uma crise grave de seca, Deus mande uma viúva pobre e necessitada dar o que comer a um profeta, mas isto nos deixa claro que é Deus o Deus da provisão, do sustento, do cuidado.

5-Um bocado de pão na tua mão

            Deus faz multiplicar, e do pouco, faz com que este pouco se transforme no necessário, no ideal, na medida certa.

            Deus nos ensina a não sermos exagerados, mas equilibrados, pois Ele não nos deixa faltar nada, e nos dá a provisão de que necessitamos na medida certa, sem exageros, sem excessos. Deus é um Deus de equilíbrio, e tem o melhor para seus filhos.

            O profeta sabia que Deus estava no controle e não deixaria que a viúva, seu filho e o próprio profeta ficassem com fome.

            Deus pode fazer o pouco se transformar no necessário.

6-Um punhado de farinha numa panela e um pouco de azeite numa botija

            Essa era a realidade da viúva.

            É fácil falar quando estamos com a despensa cheia e farta, com o estomago saciado, com dinheiro no banco, com um bom emprego, sem dívidas para pagar, com uma vida confortável.

            Mas a realidade desta viúva era triste, pois ela não tinha mais a quem recorrer, e tudo o que ela tinha para se alimentar era isso.

            Sabemos que ao redor do mundo, milhares e milhares de pessoas estão passando por necessidades iguais ou piores do que esta mulher.

            Sabemos também que a solução para estas pessoas, não é o FMI, não é a Cruz Vermelha, nem as grandes potências mundiais, o G8, ou G12, mas sim Jesus.

            E Jesus espera de nós, a igreja do Senhor, que sejamos a solução para o necessitado, que não conhece a Jesus intimamente.

            Talvez estejamos passando por uma necessidade emocional, espiritual, financeira, física (uma enfermidade, uma doença), e isto represente hoje o nosso problema, mas seja qual for a nossa necessidade, o único que pode supri-la é Jesus.

7-Comê-lo-emos e morreremos

            Sabemos que a esperança é a última que morre, e muitos já perderam a esperança, e entraram em uma depressão, uma falta de perspectiva de dias melhores, estão cabisbaixos, chateados e desanimados com o curso de suas vidas.

            Para o desânimo, para a tristeza profunda, para a falta de perspectiva de vida, para o cansado e abatido, Jesus é a solução.

            Esta era a realidade desta viúva, comer o que restava e morrer, ou seja, a esperança havia morrido, acabado.

            Mas quando Deus age e entra na vida de uma pessoa, Ele renova as forças, renova a esperança, e a pessoa passa a voltar a sonhar, a querer realizar tudo aquilo que ainda não realizou ainda em sua vida.

            Todo ser humano precisa e necessita sonhar, e realizar os sonhos, pois é isso que faz com que uma pessoa esteja viva, além do ar que respiramos, da comida que comemos e do sono, para renovarmos as forças.

            Deus é a nossa esperança.

            Deus é o nosso socorro bem presente na hora da angústia.

8-Mas primeiro

            As primícias devem ser para Deus.

            Buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais nos será acrescentado.

            Em primeiro lugar devemos priorizar as coisas de Deus, pois assim estaremos matando o egoísmo natural que temos no nosso coração, e estaremos então servindo ao Senhor com um coração grato.

            A viúva precisou entender este princípio e fazer primeiro um pão para o profeta.

            Em primeiro lugar deve vir Deus em nossas vidas.

            Quando Deus pediu que Habraão sacrificasse seu filho Isac, era para que Habraão tivesse mesmo o Senhor em primeiro lugar em sua vida.

            Quando colocamos o Senhor em primeiro lugar em nossas vidas, vivemos muito melhor, e o egoísmo e o egocentrismo são banidos do nosso coração e de nossas atitudes.

9-A farinha da tua panela não se acabará e o azeite da tua botija não faltará

            Esta é a promessa embutida na atitude de priorizarmos a Deus em nossas vidas.

            Muitos dizem que são muito jovens para entregarem a vida ao Senhor Jesus, preferem no momento curtir a vida e depois, muito depois, quando estiverem velhos, então pensarão em Deus, em servir ao Senhor. Mas isso é um grande erro, pois a hora é agora, já, de nos entregarmos totalmente ao Senhor e à Sua vontade para nossas vidas. Não podemos deixar para depois o que devemos fazer imediatamente.

10-Ele morreu

            Quando a viúva estava bem, com a farinha e o azeite multiplicados, o seu filho único morre.

            Quando nos voltamos para Deus, e entregamos a nossa vida a Jesus, e prometemos servi-lo, amá-lo, adorá-lo, e andarmos com Ele na alegria e na tristeza, na fartura e na escassez, na paz e na luta, então os problemas parecem que vêm de uma forma que nos surpreendem negativamente.

            Nestes momentos temos a tendência de questionarmos a Deus, porque isto está acontecendo comigo, pois vou para a igreja regularmente, sirvo ao Senhor de todo o meu coração.

            Mas precisamos entender que sempre estaremos sendo provados para depois poderemos ser aprovados.

10-Trazeres a memória a minha iniqüidade

            Quando estamos passando por uma grande crise, um grande problema, uma luta muito intensa, parece que tudo vai desmoronar, e pensamentos ruins começam a tomar conta da nossa mente, e recordações amargas vem assolando o nosso pensamento e nos relatando momentos de pura angústia, mas é nesses momentos que precisamos provar para nós mesmos a quem servimos: um Deus amoroso, zeloso, cordial e verdadeiro, e que se preocupa com cada detalhe, dos mais insignificantes aos maiores, da nossa vida.

11-Dá-me o teu filho

            Precisamos entregar os nossos problemas nas mãos de Deus, mas entregar totalmente, e deixar que Ele os solucione.

12-E reviveu

            Então a esperança retorna, os sonhos são renovados, os problemas solucionados, as angústias, os temores, os medos vão embora, e tudo se faz novo.

            A vitória é garantida com Jesus, pois Ele já triunfou por nós na cruz.

 

Conclusão: assim como esta viúva pobre pode em um momento muito delicado receber a provisão e o milagre de Deus para a sua vida, da mesma forma nos dias de hoje, isso pode ser uma realidade também em nossas vidas, pois o mesmo Deus que instruiu o profeta Elias para ser um canal de bênçãos para esta mulher, este mesmo Deus pode nos instruir para sermos uma benção para outras pessoas, e mesmo que estejamos passando uma necessidade como a desta mulher, para Deus não à impossíveis, e Ele pode fazer de um punhado de farinha e um bocado de azeite a provisão de que necessitamos para resolver os nossos problemas.

Anúncios

11 comentários sobre “CORVOS MORDOMOS (1 Reis capítulo 17)

  1. eu tenho uma duvida, em LEV. cap 11. vers 15, Deus considera o corvo uma ave imunda para consumo, quando o corvo em 1 reis cap 17 vers 6 leva o alimento ao profeta elias o profeta não se alimenta da ave, mas, sim do que ela traz. Porem se em levitico é considerado uma ave imundo, é porque de alguma forma ela ou anda em imundiça ou se alimenta da imudiça.
    Talves os corvos seja uma forma metaforica de Deus mostra que ele providencia ou faz o que o homem coloca como impossivel. mas eram corvos mesmos?

    1. *acredito que eram corvos sim!
      *e também acredito que a carne o o pão que eles traziam ao profeta eram de exelente qualidade, tanto que enquanto havia água no ribeiro, o profeta continuou no mesmo lugar, e todos os dias era alimentado pelos corvos!
      *somente Deus para usar uma mula para falar ao profeta Balaão, e usar corvos para alimentar uma pessoa!
      *Deus age nos impossíveis do homem, mas os mesmos são possíveis para Deus!
      Obrigado por acessar o nosso blog.
      Fique na paz de Jesus.
      Diego Caselani Vieira
      Líder da Mobipasso.

    2. a ave e imunda mas deus usou a ave para levar o alimento para elias não foi para que elias vinhese comer a ave como alimento ou sustento pois quem estava sustentando elias era deus ataveis dos corvos para levar a carne para ele amem

  2. Com relação a pergunta acima, se era um corvo de verdade; sim era a Bíblia é a Palavra de Deus o Cristo encarnado a pura verdade que vem do alto, portanto fica claro que quando a Bíblia fala algo que aconteceu é aquilo ali e nada mais do que aquilo ali. Quando deixamos de entender o sentido real do texto damos bases para as heresias.

  3. QUANTO AO QUE ESTÁ ESCRITO É A PURA VERDADE E PARA O NOSSO ENSINAMENTO É. SE A PALAVRA DIZ QUE UM GRANDE PEIXE ENGOLIU JONAS É PARA ACREDITAR. QUANTO MAIS SE FOSSE O CONTRÁRIO! O JUSTO VIVERÁ DA FÉ, O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA AGRADAR A DEUS. CRENDO VEREMOS A GLÓRIA DE DEUS. EU CREIO SIM QUE FOI UM CORVO, MESMO SENDO VISTO COMO IMUNDO, POIS É PARA O HOMEM VER QUE DEUS AGE NO INACREDITÁVEL E POR CIMA DE TUDO, O QUE O CORVO TRAZIA ERA LIMPO E GOSTOSO, SE NÃO FOSSE O PROFETA REJEITARIA. CREIA!!!!!!!!ESTE JESUS É MARAVILHOSO E AGE NO IMPOSSÍVEL.

    1. amém! está mto certa, mas só um detalhe, os animais que são impuros, são impuros para nosso consumo, pois na criação Deus disse q era perfeito e bom, toda a criação, e ele disse pra não comermos pois para consumo eles são impuros. Ou tocá los quando mortos…e etc. como está em Levítico…. e vc está certa 🙂 …

  4. a paz amigo , quero fazer um pequeno comentario , eu não posso acredItar que elias estava em uma sona de comforte no ribeiro de QUERITE, por que ele esta ali por ordem de DEUS, é um dos propósitos era que o profeta se escondesse do rei acabe, que o procurava para mata-lo,,,,,,,,,,,,, abraççççççççç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s