Não confie na carne (Atos 16.23-34)

INTRODUÇÃO: tudo começa quando Paulo e Silas expulsam um espírito adivinhador em uma jovem que vinha a dias atormentando eles. Os senhores desta jovem, que exploravam ela para seu próprio benefício, ficaram então indignados com Paulo e Silas, e mandaram eles para a prisão. Na prisão, acorrentados, eles permaneceram orando e louvando a Deus, até que um terremoto sacode as estruturas da cadeia, fazendo com que as correntes que envolviam seus pés se soltassem e as portas da cela abrissem. O carcereiro então acorda, vê que as portas das celas estavam abertas e entra em desespero, pensando que todos os presos tivessem fugido, mas para a sua surpresa, estavam todos ali. AGORA:

Que lições podemos extrair deste episódio?

 

1-MUITOS AÇOITES, OS LANÇARAM NO CÁRCERE

Atos 16.23 “E, depois de lhes darem muitos açoites, os lançaram no cárcere, ordenando ao carcereiro que os guardasse com toda a segurança”.

Somos muitas vezes açoitados por muitos problemas e dificuldades. O nosso coração fica pequeno, a angústia toma conta da nossa alma. Ficamos atribulados, parece que tudo esta dando errado. Parece que não há nenhuma saída a vista. Ficamos presos, acorrentados as dificuldades. Muitos nos dias de hoje se encontram assim, aprisionados em vícios, tomando remédio para conseguir dormir, aprisionados em dívidas, a beira de um ataque de nervos, com diagnóstico de depressão.

Tem dias que parece que tudo esta dando errado, e gostaríamos de nem ter levantado da cama, pois somos incomodados por muitas coisas, e não sabemos o que fazer.

Acredito que Paulo e Silas estivessem se perguntando: o que fizemos de errado para estarmos presos e termos sido açoitados? Apenas expulsamos um demônio da menina, e tamanha foi a investida contra as nossas vidas, que estamos cheios de feridas, machucados, e acorrentados.

Muitas vezes nos faltam explicações para entendermos porque estamos passando por tamanha dificuldade, por tão grande desespero.

“No mundo passais por aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo”.

2-ORAVAM E CANTAVAM LOUVORES A DEUS

Atos 16.25 “Por volta da meia noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam”.

                Vejam que maravilhoso relato, pois após sofrerem açoites e serem acorrentados a um tronco, e trancados a uma cela, eles aproveitaram a situação para orarem a Deus e louvarem, cantarem, adorarem a Deus. Imagino o que se passava pela cabeça dos outros presos, pois deviam estar atônitos sem entenderem nada, pois os mais recentes presos, que depois de apanharem violentamente, e serem acorrentados, ficam orando e louvando ao Deus deles. E já estava tarde, meia noite, e eles firmes na fé, buscando a Deus, e os companheiros de prisão estavam incomodados, não conseguiam dormir, mas tamanha era a fé e devoção deles, que estes homens nem se quer ousaram reclamar ou criticar, pois havia autoridade e unção no que Paulo e Silas estavam fazendo. Eles estavam com o coração totalmente voltado para Deus, dependentes única e exclusivamente de Deus.

                Está aí uma dica para ao invés de murmurarmos e criticarmos o governo, o pastor, a igreja, Deus, o nosso chefe, os nossos líderes, os nossos pais, ou qualquer outra pessoa, ao invés de nos lamentar porque as coisas não ficaram do jeito que queríamos, devemos sim, orar e louvar a Deus, ter uma atitude de gratidão a Deus.

3-ABRIRAM-SE TODAS AS PORTAS

Atos 16.26 “De repente sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas; soltaram-se as cadeias de todos”.

                Para Deus não existe porta fechada. Ele abre porta onde não existe, fecha porta quando Ele quer. Por isso não precisamos nos preocupar com o dia de amanhã, basta a cada dia o seu mal. Muitos perdem o sono com medo de serem demitidos do emprego, outros ficam preocupados se terão como sustentar a família em meio a uma crise financeira, com impostos exorbitantes e inflação crescente, mas precisamos aprender a entregar as nossas dúvidas, os nossos medos e temores nas mãos de Deus. Somente Ele pode reverter quadros difíceis, abrindo o caminho para que venhamos obter a vitória.

                Deus mandou um terremoto que além de abrir as portas das celas, também soltou todas as correntes, e ficaram libertos. Vejam que todos foram abençoados através de Paulo e Silas. Quando um crente clama a Deus, Ele ouve do céu, e abençoa todos volta.

4-DESPERTOU DO SONO (não confie na carne)

Atos 16.27 “O carcereiro despertou do sono e, vendo abertas as portas do cárcere, puxando da espada, ia suicidar-se, supondo que os presos tivessem fugido”.

Maldito o homem que confia no homem, que confia no seu coração enganoso, que confia em si mesmo. A nossa carne milita contra o nosso espírito, existe esta guerra natural, pois Paulo disse que o espírito está pronto, mas a carne é fraca e precisa ser submetida ao Senhorio de Cristo.

                O carcereiro estava dormindo, confiante nas algemas, nas correntes, nos cadeados, nas portas travadas, ele estava confiante nas coisas terrenas, confiante no braço do homem, confiante no seu zelo e cuidado em trancafiar os presos.

                O carcereiro estava dormindo espiritualmente para Deus, ele não conhecia o Deus verdadeiro, criador do céu e da terra, poderoso para livrar os seus filhos do calabouço, das algemas, das prisões, dos medos, dos temores, dos perigos, da espada.

                Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou morte, ou perigo, ou espada?

                Também vemos a submissão de Paulo e Silas que poderiam ter fugido, poderiam ter escapado da prisão, mas permaneceram ali, pois um milagre muito maior estava para acontecer, maior júbilo no céu existe por um pecador que se arrepende, e logo o carcereiro iria encontrar-se com Jesus. E até mesmo os outros presos ficaram com temor de fugir, pois viram um milagre de Deus acontecer.

5-PEDIDO UMA LUZ

Atos 16.29 “Então o carcereiro, tendo pedido uma luz, entrou precipitadamente e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas”.

                O carcereiro precisava de uma orientação, pois estava profundamente perturbado.

                Precisamos da orientação de Deus em nossas vidas, pois muitas vezes achamos que conhecemos a bíblia, achamos que temos experiência suficiente para sairmos sozinhos dos problemas, então vestimos uma máscara de super crentes, de seres espirituais, de santos, mas lá no fundo do nosso coração, existe um questionamento, existe uma dúvida, existe um medo, um temor, algo que nos perturba, nos incomoda. Por isso precisamos da revelação de Deus, da palavra Rhema, precisamos de uma luz, que nos mostre o caminho, a direção, que nos revele para onde seguir. Não estou falando de salvação, pois o carcereiro precisava de salvação, mas estou falando para os que já estão salvos, os crentes remidos no sangue do cordeiro, pois Deus tem muito mais para nós, e não precisamos nos contentar com pouco. Deus que revelar coisas grandes e ocultas que ainda não conhecemos.

6-CUIDANDO DELES

Atos 16.33 “Naquela mesma hora da noite, cuidando deles, lavou-lhes os vergões dos açoites. A seguir foi ele batizado, e todos os seus”.

                Deus usou o próprio carcereiro para ajudar Paulo e Silas. Deus sara as nossas feridas, Deus cura a nossa alma. Deus cuida de nós, a ponto de saber quantos fios de cabelo existem nas nossas cabeças, tamanho é a preocupação de Deus com as nossas vidas. Deus usa quem Ele quer para levar o auxilia à nossas vidas. Ele usou uma mula para falar com Balaão. Deus jamais nos abandonará, estará sempre pronto a nos socorrer, a nos auxiliar.

7-PÔS A MESA

Atos 16.34 “Então, levando-os para a sua própria casa lhes pôs a mesa; e, com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus”.

                Precisamos abrir a nossa casa, a nossa vida, o nosso coração, para receber a benção de Deus. O Senhor não força nada, não arromba, é educado, é paciente.

                Eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, cearei com ele e ele comigo.

                O carcereiro levou-os para as sua própria casa, e lhes serviu, lhes deu uma refeição na sua própria mesa, com a sua família. A alegria, o regozijo, a felicidade tomou conta deste homem, que minutos antes estava pronto para se suicidar, e já havia puxado da espada, mas algum tempo depois, estava irradiante vendo os homens de Deus fazendo a obra dentro da sua própria casa, vendo toda a sua família sendo salva por Jesus.

CONCLUSÃO: não importa o que estejamos passando hoje, seja lá o que for, quão grande seja o nosso problema, as nossas aflições e nossos medos, o que precisamos fazer, é orar e louvar a Deus com muita intensidade. Se Deus é por nós, quem será contra nós? Deus é poderoso para nos livrar de todo o mal, de nos guiar pelo vale da sombra da morte, para nos dar a direção que precisamos.

                O carcereiro recebeu o maior presente que um homem pode receber, a salvação da sua alma. O preço pelas nossas vidas já foi pago, é preço de sangue imaculado, do Cordeiro Santo, Jesus.

                Açoites, prisões, problemas, tribulações, sempre farão parte da nossa vida, mas precisamos clamar a Deus, e Ele estará abrindo as portas fechadas, e sarando as nossas feridas. Deus estará nos dando à luz da palavra, e nos trazendo para fora daquela circunstância ruim.

                Mesmo que o choro dure uma noite inteira, a alegria vem pela manhã.

                Pois as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã em nossas vidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s