Sai debaixo da figueira (João 1.43-51)

INTRODUÇÃO: Jesus está iniciando o seu ministério público, e para isso está constituindo a equipe que por três anos iria auxiliar e ajudar Ele a ensinar, pregar, proclamar, as boas novas do reino. Jesus encontra André e Pedro, e depois Filipe e Natanael (ou Bartolomeu). Jesus dá a nomenclatura desta equipe de discípulos ou apóstolos. Jesus diz a eles que seriam o sal da terra (Mateus 5.13) e a luz do mundo (Mateus 5.14-16). Mas nesta passagem em que Jesus encontra Filipe e Natanael, algumas situações me chamam a atenção.

1-DE NAZARÉ PODE SAIR ALGUMA COISA BOA?

João 1.46 “Perguntou-lhe Natanael: De Nazaré pode sair alguma coisa boa? Respondeu-lhe Filipe: Vem e vê.

Natanael desdenhou o fato de Jesus ser de Nazaré. Houve um desprezo pelo lugar, um preconceito pelo local onde Jesus nasceu. Muitas vezes somos preconceituosos, fazendo um pré-julgamento dos fatos sem sabermos ao certo como as coisas realmente são. Desdém, desprezo, preconceito, são sentimentos que devem ser deixados de lado e tirados no nosso coração.

O pecado deve ser combatido, não podemos nos acostumar com ele, e achar que é normal, precisamos nos santificar, nos purificar, deixar de julgar os outros pela aparência, pelo modo de agir ou se comportar, pois somente conhecendo as pessoas é que saberemos realmente como elas são. Não é por serem ou terem nascido em algum lugar, que saberemos como esta pessoa é.

 

2-EIS UM VERDADEIRO ISRAELITA, EM QUEM NÃO HÁ DOLO!

João 1.47 “Jesus viu Natanael aproximar-se e disse a seu respeito: Eis um verdadeiro Israelita, em quem não há dolo!”.

Mesmo nós sendo pecadores, Deus sempre está de braços abertos para nos receber, e sempre tem uma expectativa boa a nosso respeito. Ele condena o nosso pecado, mas nos aceita e nos ama como somos, falhos e errôneos.

Que Jesus possa poder falar bem a nosso respeito, que Deus possa se orgulhar das nossas escolhas, que o Senhor possa ficar feliz com o nosso proceder. Que possamos transpirar o bom perfume de Cristo em nossas vidas. Que possamos ser testemunhas vivas do poder de Deus. Que possamos honrar a Deus através da nossa caminhada cristã nesta terra. Que não venhamos ser motivo de escândalo, de tristeza, de decepção, mas de alegria, e regozijo.

3-DONDE ME CONHECES?

João 1.48 “Perguntou-lhe Natanael: Donde me conheces? Respondeu-lhe Jesus: Antes de Filipe te chamar, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira”.

Deus nos conhece perfeitamente, intimamente e completamente. Ele nos formou no ventre de nossas mães. Muito antes de termos um encontro pessoal com Jesus, Deus já sonhava e planeja vivermos uma vida de intimidade com o Espírito Santo. Deus conhece as nossas frustrações, os nossos traumas, as nossas limitações, as nossas angústias, os nossos temores, os nossos medos. Ele quer nos ajudar, quer nos auxiliar, estender a mão e se preciso for, nos levar no colo.

4-EU TE VI, QUANDO ESTAVAS DEBAIXO DA FIGUEIRA

João 1.48 “Perguntou-lhe Natanael: Donde me conheces? Respondeu-lhe Jesus: Antes de Filipe te chamar, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira”.

Está na hora de sairmos de debaixo da figueira, de sairmos do comodismo, de pararmos de ficar julgando o proceder dos outros, e olhar para a nossa vida, e ver o que precisa ser mudado em nós mesmos. Sair de debaixo da figueira significa sair do pecado, do engano, ou da zona de conforto. Deus nos chama para sermos mais, para irmos alem, para vivermos longe do pecado, para vivermos libertos das armadilhas do diabo. Devemos pagar o preço com uma vida de renúncia, uma vida de servidão. Precisamos ser servos, servir ao Senhor com alegria, com desprendimento, com disposição.

5-POIS MAIORES COISAS DO QUE ESTAS VERÁS

João 1.50 “Ao que Jesus lhe respondeu: Porque te disse que te vi debaixo da figueira, crês? Pois maiores coisas do que estas verás”.

Deus tem muito mais. Nos contentamos com pouco, mas Deus tem mais. Deus nos revela a Sua palavra, e ela se renova a cada dia. As misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã em nossas vidas. Deus tem bênçãos todos os dias para nós. Deus quer se revelar todos os dias para nós, mas muitas vezes priorizamos outras coisas. Priorizamos as nossas coisas. Priorizamos o nosso bem estar, a nossa vontade, aquilo que satisfaz a nossa carne. Deus tem mais, Deus quer derramar do Seu Espírito em nossas vidas. “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo coração”. Deus quer nos dar da Sua graça, da Sua misericórdia, do Seu amor, do Seu perdão.

CONCLUSÃO: Filipe e Natanael compuseram o grupo de discípulos que estiveram por três anos ao lado de Jesus. Depois deste encontro de Natanael com Jesus, ele nunca mais foi o mesmo. Houve uma transformação em sua vida. Ele passou a conviver diariamente com Jesus. Natanael pode aprender a não julgar as pessoas pelo lugar de onde elas vieram, ou pela forma com que elas se vestem, nem pela aparência delas. Natanael aprendeu que Deus o conhecia desde seu nascimento, e que ele precisava sair de debaixo de figueira, e começar a pagar um preço de renúncia, em prol do reino de Deus. Natanael aprendeu que Deus tinha muito mais para a sua vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s