Buscando a Felicidade (Êxodo 15.22-27)

INTRODUÇÃO: o povo de Israel através da liderança de Moisés estava buscando uma nova vida, longe da escravidão do Egito. Eles queriam ser um povo feliz, livre, queriam comida, bebida, conforto, tranquilidade. Porém se depararam com um grande obstáculo: a cede, após peregrinarem pelo deserto por três dias. Chegaram em uma fonte de águas, mas estas eram amargas. Agora:

O que aprendemos com este episódio?

1-MURMUROUmurmuração (versículo 24) “E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber?” A murmuração é um parasita, um vírus, um elemento que contamina, que faz adoecer a alma. Quem quer ser feliz, buscar em sua vida a felicidade, não pode fazer prática da murmuração. É lógico que eventualmente vamos pecar e murmurar, pois somos humanos e imperfeitos, mas precisamos vigiar e cuidar. Ao contrário, “em tudo dai graças”. Devemos louvar e adorar a Deus nas adversidades, nos problemas, nas dificuldades.

2-MOISÉS CLAMOU AO SENHOR – clamar, buscar, (versículo 25ª) “Então, Moisés clamou ao SENHOR” Em momentos difíceis, de aflição, de desespero, o melhor a fazer é clamar ao Senhor, é chorar aos pés do Mestre, é buscar ao Pai “um coração contrito e quebrantado o Senhor não despreza” Ao invés de ficar murmurando, Moisés foi buscar a Deus, clamar a Deus para que um milagre acontecesse, para que uma solução viesse.

3-MOSTROU UMA ÁRVORE – direção, revelação, palavra rhema (versículo 25b) “e o SENHOR lhe mostrou uma árvore; lançou-a Moisés nas águas, e as águas se tornaram doces” Quando louvamos ao invés de murmurar, Deus nos revela uma saída, uma direção, um escape, e nos mostra o que fazer. Não podemos colocar Deus em sua grandiosidade, em uma caixinha e limitar a Sua ação em nossas vidas. “Deus é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos conforme o Seu poder que opera em nós”.

4-E ALI OS PROVOU – somos provados (versículo 25c) “Deu-lhes ali estatutos e uma ordenação, e ali os provou,” Deus prova o Seu povo, prova os Seus filhos, daí a importância de buscarmos a felicidade nos submetendo a vontade de Deus, aos Seus estatutos e juízos, à Sua palavra. Como o Senhor nos conhece e sabe o melhor para as nossas vidas, nada melhor do que depositar a nossa confiança Nele e nos submeter a Sua direção para as nossas vidas. As provas fazem com que venhamos a avançar, crescer e prosperar.

5-POIS EU SOU O SENHOR QUE TE SARA – nos cura, nos abençoa, no livra (versículo 26c) “pois eu sou o SENHOR, que te sara” Através das provações, das dificuldades, Deus age em nossas vidas e nos sara, nos cura, nos aperfeiçoa, nos molda como o oleiro em um vaso de barro. Somos provados e aprovados quando louvamos e adoramos em meio a provação, dor e sofrimento. Mas temos um Deus que age diretamente na ferida e coloca um bálsamo precioso para restaurar e tirar a dor.

6-DOZE FONTES DE ÁGUA E SETENTA PALMEIRASágua e sombra (versículo 27b) “Então, chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água e setenta palmeiras” O problema estava resolvido, todos teriam como saciar a sua cede e descansar sob as palmeiras, na sombra. Deus tem o melhor lugar para estarmos, mas muitas vezes para chegarmos neste lugar, precisamos passar pelas fontes de Mara, precisamos passar pelo deserto, precisamos ser provados. Mas a felicidade é alcançada, a realização é concretizada, quando perseveramos, e nos submetemos aos preceitos do Senhor em adoração e louvor.

7-ACAMPARAM JUNTO DAS ÁGUAS – descanso, sosego, refrigério (versiculo 27c) “e se acamparam junto das águas”. Então o povo pode repousar, dormir, descansar. Quando passamos pela prova e não murmuramos, mas sim adoramos, somos sarados e superamos os obstáculos, então podemos descansar, repousar, e usufruir da felicidade, olhando para trás e vendo a tragetória com satisfação, olhando para as águas amargas de Mara, olhando para o calor escaldante do deserto, para a fome, a cede, o cançaço, e desfrutar da paz, do refrigério de estar às margens das muitas águas e das palmeiras.

CONCLUSÃO: a busca da felicidade é algo natural em todo o ser humano. Mas para alcança-la é preciso se submeter a Deus Pai, pois fora da obra redentora de Jesus, o homem sempre vai se sentir estranho, como que se algo estivesse faltando. Por isso a nossa atitude como filhos de Deus deve ser sempre dar louvores e glórias ao Pai em situações adversas, para passarmos pela prova aprovados, sarados, restaurados, e poder desfrutar as muitas águas do Espírito, e poder repousar e descansar nos braços do Pai. Esta é a vontade de Deus para nossas vidas, que possamos passar pelas águas amargas e pelo deserto escaldante, para chegar nas muitas fontes dágua e na sombra das palmeiras, e poder acampar, “em paz me deito e logo pego no sono pois o Senhor é comigo”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s