Propósitos IV

“Assim como os nove meses que você passou no útero de sua mãe não tinham um fim em si, mas eram uma preparação para a vida, também a vida é uma preparação para o que vem a seguir.” (Warren, Rick. Uma vida com propósitos. Pg. 36)

Apesar de todos termos um propósito nesta vida, precisamos ter consciência de que ela é apenas uma preparação para a vida eterna. Essa vida terrena é como um vestibular, a diferença é que neste caso, se você reprovar, não poderá fazê-lo de novo.

Inevitavelmente um dia morreremos, e este será o fim do nosso corpo, porém, não será o fim da nossa vida. A Bíblia nos diz em 2 Coríntios 5:1 que o nosso corpo terreno é apenas uma residência temporária, e que Deus está nos preparando uma casa na eternidade.

A vida na terra nos oferece muitas opções, mas a eternidade nos oferece apenas duas: céu ou inferno. O que determinará o nosso destino na eternidade é o nosso relacionamento com Deus nesta vida terrena. Se amarmos e confiarmos em Jesus Cristo passaremos toda a eternidade ao Seu lado e na companhia de Deus, caso contrário, se desprezarmos o Seu amor, Seu perdão, e a salvação que Ele oferece, passaremos a eternidade separados de Deus. É algo bem simples: se nossa escolha for viver afastados de Deus nesta vida, Ele escolherá viver separado de nós na eternidade.

Precisamos compreender que há muito mais do que apenas esta vida. O mundo a nossa volta repete diariamente que devemos “aproveitar a vida”, “fazê-la valer a pena”, “viver o agora”, enquanto Deus nos diz através de Sua Palavra que devemos nos preparar para a vida eterna. Não pense errado, isso não significa que devemos levar uma vida de sacrifícios e dificuldades, significa que não devemos dedicar toda a nossa energia em função de prazeres passageiros.

Quando compreendemos e vivemos à luz da eternidade, aproveitamos o melhor desta vida ao mesmo tempo em que nos preparamos para a próxima. A vida terrena é apenas a ponta do iceberg, cuja maior parte está submersa e não conseguimos enxergar.

Não somos capazes de entender como será a vida eterna ao lado de Deus, mas podemos ter um “preview” disso a partir do que está escrito na Bíblia. Tentar entender a maravilha e a grandeza do céu é como tentar descrever a internet para uma formiga.

A chave para a compreensão da vida eterna é o modo de como encaramos a morte. Se pensamos na morte como o fim, então, procuramos aproveitar a vida ao máximo e sem limites, pois, não existem conseqüências futuras. Mas, se pensamos na morte como um recomeço, um novo nascimento para a vida eterna, então, buscamos aproveitar a vida, mas também nos preparar para a próxima. Não devemos pensar na morte como o fim, precisamos entender que ela é apenas o fim da nossa vida terrena, mas que marca o nascimento para a eternidade, seja qual for o nosso destino nela.

Do mesmo jeito que passamos entre sete a nove meses no útero de nossas mães sendo preparados para a vida terrena, passamos a vida terrena sendo preparados para a vida eterna. Assim como o tempo dentro do útero materno quando comparado com os anos de nossa vida na terra torna-se uma mínima parcela, assim será essa vida terrena em relação à eternidade: “como um piscar de olhos”.

Quem tem um relacionamento com Deus, através de Seu Filho Jesus Cristo não precisa temer a morte, pois, sabe qual será o seu destino na eternidade. Os atos desta vida definem o destino na próxima.

Se você ainda não aceitou a Cristo como seu salvador, você está definindo o seu destino na eternidade separado de Deus. Mas ainda há tempo de reverter essa situação! Procure resolvê-la logo!

Deus te abençoe!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s