O silêncio de Deus

Olá povo abençoado, o post de hoje é baseado muito em minhas experiências com Deus, e fala sobre esperar o tempo de Deus, quando Ele não nos responde, nem que “sim” e nem que “não”. É nesses momentos que a vida fica complicada, e que algumas vezes podemos pensar em jogar tudo para o alto e tomar nossas próprias decisões. Como o título indica…. o post é sobre momentos em que Deus se cala.


A frase “Time is money” (tempo é dinheiro), atribuída a Benjamin Franklin, norteia as ações da sociedade em que vivemos, onde tudo gira em torno do dinheiro, porque, aparentemente, é ele quem pode possibilitar melhor qualidade de vida; porém, como tempo é dinheiro, não se deve desperdiçá-lo com coisas que não tragam resultados financeiros diretos, ou seja, cria-se um paradoxo, pois, o homem abre mão da qualidade de vida para buscar o dinheiro que vai lhe proporcionar justamente uma melhor qualidade de vida… interessante não?

A primeira passagem bíblica que me fez refletir está em Eclesiastes 3: 1-8, intitulada “Há tempo para tudo”. Para Deus o tempo é muito relativo: um dia é como mil anos e mil anos são como um dia (2 Pedro 3:8), pois, as ações de Deus se realizam no tempo, e se concretizam no momento certo determinado por Ele.

Recorremos a Deus sempre que chegamos a um determinado ponto onde não há opções, ou então, onde as opções existentes nos causam conflito. Quando isso acontece, esperamos que Deus nos diga “sim” ou “não”, para que possamos resolver rapidamente tal situação, porque a sociedade nos ensinou que não se pode “perder” tempo.

Quando recebemos um sim, isso é motivo de grande alegria, pois, normalmente é a resposta que esperamos dEle e quando recebemos como resposta um não, isso causa certa frustração, pois, almejávamos algo que então descobrimos que não era da vontade de Deus.

Acontece que certas vezes Deus não nos responde, gerando grande ansiedade. E por que gera essa ansiedade? Mais uma vez, porque aprendemos que não podemos desperdiçar tempo.

A falta de uma resposta de Deus desencadeia o momento mais difícil da vida cristã: o “deserto”. Sem saber que caminho seguir, muitas vezes tomamos nossas próprias decisões, que são contrárias à vontade de Deus, e nos levam para uma situação ainda mais difícil.

A história de Saul, contada em 1 Samuel 13, nos mostra o quanto é perigoso tomar uma decisão fora da vontade de Deus: o povo de Israel, que naquele período era governado por meio de juízes, queria um rei, pois, Samuel já era idoso e os seus filhos, que eram os juízes, não seguiam o seu exemplo. Samuel, então, mesmo não gostando do pedido do povo, consultou a Deus. O Senhor lhe respondeu confortando-o, afirmando que o povo não tinha rejeitado somente a Samuel como juiz, mas também a Deus como rei (1 Samuel 8: 7). Deus então, mediante Sua vontade permissiva, lhes deu um rei: Saul.

Saul era humilde de coração (1 Samuel 9: 21), confiava e obedecia a Deus. Conforme foi ganhando batalhas, ele começou a se exaltar, deixando de ser humilde de coração e depositando sua confiança mais em si mesmo do que em Deus. Certa vez, combatendo os filisteus, Saul percebeu que o povo estava muito temeroso, e o estavam abandonando em fuga. Samuel havia pedido que Saul esperasse por sete dias até que ele chegasse e oferecesse sacrifícios ao Senhor, mas Samuel se atrasou, e, Saul temendo ser atacado, ordenou que o povo trouxesse a ele os animais para que ele os sacrificasse ao Senhor. Samuel chegou logo após Saul ter oferecido o sacrifício, e reprovou a atitude do rei, pois, somente Samuel estava autorizado a oferecer sacrifícios. Deus também reprovou a Saul como rei, tendo dito que outro, que não fosse da sua casa, governaria em seu lugar.

Certamente que Deus não abandonaria o Seu povo para que fosse derrotado pelos filisteus. Deus, por meio de Samuel havia pedido que Saul esperasse o tempo determinado por Ele para que fossem oferecidos sacrifícios, ou seja, Deus queria que Saul depositasse sua confiança nEle e o obedecesse.

Se Saul tivesse esperado apenas mais alguns instantes, Samuel teria chegado e oferecido o sacrifício a Deus, e então o Senhor teria confirmado o reinado de Saul e de sua casa sobre Israel para todo o sempre, mas, devido à atitude precipitada e desobediente de Saul, ele foi rejeitado por Deus.

Saul ainda tentou justificar-se, afirmando que o povo o estava abandonando, que Samuel estava atrasado e que ele temia ser atacado pelos filisteus, logo, pensou em oferecer os sacrifícios a Deus, para que o Senhor ajudasse.

Em outra passagem, em mais um ato de desobediência de Saul, Samuel o repreende severamente: “Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros” (1 Samuel 15: 22.)

Estas passagens mostram que devemos esperar o tempo de Deus e obedecê-lo, não importando a circunstancia e nem o quanto esse tempo pareça demorado. A ansiedade e a desobediência de Saul custaram a ele o seu reino e também a sua aprovação perante Deus. A ansiedade e a desobediência a Deus atrasam ou até mesmo invalidam as bênçãos que Ele tem pra nós, portanto, devemos aprender a esperar o Seu tempo.

O silêncio de Deus não significa que Ele não está ouvindo o nosso clamor, mas pode significar que ainda não estamos prontos para a Sua resposta. No tempo certo Deus irá responder a todos os nossos questionamentos e clamores, mas precisamos esperar pacientemente nEle.

Em Tiago 1:12 Deus nos fala que “feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam”, isso significa que muitas vezes Deus não nos responde imediatamente, para saber o quanto confiamos nEle.

Em outra passagem, escrevendo aos coríntios, Paulo afirma que não nos sobrevém tentação acima de nossas capacidades, e que Deus é fiel e justo, e nos dá junto com a tentação o escape, para que possamos suportá-la (1 Coríntios 10: 13).

Todos nós temos capacidade para ser pacientes e esperar o tempo de Deus, se assim não fosse, ele não nos provaria desta maneira. Esperar em Deus não é desperdiçar tempo, pelo contrário, é ganhar tempo sendo tratado e preparado por Deus para receber a benção.

Quando aprendermos a esperar o tempo de Deus, sendo pacientes e obedientes, vamos descobrir que o melhor de Deus sempre está por vir, afinal, “tudo neste mundo tem o seu tempo, cada coisa tem a sua ocasião” (Eclesiastes 3: 1), pois, a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita (Romanos 12: 2).

Deus abençoe a todos nós.

Anúncios

5 comentários sobre “O silêncio de Deus

  1. eeeeeeee
    que benção de post!
    Deus te usou mtoo pra falar comigo hj!
    muitas vezes não queremos ser pacientes, não queremos esperar e esquecemos que Deus usa esse tempo de espera pra nos moldar.
    sábias escolha dos versículs, traduziram exatamente o q vc quis dizer =)
    é mto importante sabermos ouvir a voz de Deus, mesmo no silêncio.. porque Ele tá dizendo: espera!
    e quando não esperamos e tomamos decisões precipitadas, agimos como Saul, fora da vontade de Deus. Ele tem reservado o melhor pra nós.. mas Ele quer que aprendamos a esperar, afinal, não dariamos tanto valor pra algo que ganhessemos imediatamente.

    abração Elton!
    mtooo bom post =)
    que Deus continue usando a tua vida!

  2. Tenho realmente esperado em Deus, não está sendo fácil, mas creio nas promessas Dele e também o Seu tempo para mim, pois não cai uma folha sem a Sua permissão, por isso estou esperando confiantemente no Senhor nosso Deus.

    1. Marineide… realmente, tem coisas que Deus planeja que estão acima do nosso limitado conhecimento. Há coisas que só Deus sabe explicar por enquanto e que só entenderemos quando se cumprirem. Nos resta esperar em Deus, confiar nEle, pois, Ele, no tempo certo nos dará a vitória. Deus te abençoe muito.

  3. Gostei muito eu estava precisando mesmo ler isso e saber que o tempo de Deus pode parecer demorado, mas esperar é uma virtude e eu quero esperar no tempo de Deus sei que o que Ele prepara pra mim é melhor.
    Se puderem me mandar mais dessas reflexões para o meu email eu fico muito grata.
    Obrigada e que Deus te abençoe muito!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s